Agência USP de Inovação

.
A política de inovação tecnológica da USP é gerida pela Agência USP de Inovação (AUSPIN), de modo a promover a utilização, pela sociedade, do conhecimento científico, tecnológico e cultural produzido na Universidade.

A Agência atua em campos como transferência tecnológica, cooperação USP-empresas, empreendedorismo universitário, sustentabilidade, acesso à tecnologia, e outros.

Os conhecimentos produzidos na Universidade podem ser as respostas ou soluções para problemas contemporâneos, possibilitando que as empresas, a sociedade organizada e o poder público apliquem-nas, gerando e capturando valor.

Para isso, a Agência USP de Inovação possui um setor de Transferência de Tecnologia, capacitado a realizar as atividades de divulgação, negociação e formalização de contratos de licenciamento, convênios, exploração e cessão de tecnologia. Age também, como facilitador no processo de aproximação entre a iniciativa privada e entidades do Governo, pesquisadores e laboratórios da USP, com a finalidade de definir as regras para realização das parcerias de pesquisa (convênios), bem como formatar os instrumentos jurídicos, de acordo com as normas da Universidade em prol do desenvolvimento de projetos de pesquisa, participando, nesse sentido, das negociações de propriedade intelectual, gestão e exploração dos potenciais registros a serem gerados.

»  Continuar lendo sobre transferência tecnológica na USP

 

Polo São Carlos

O Polo de São Carlos da Agência USP de Inovação teve suas atividades iniciadas no ano de 2006 com o objetivo de promover ações relativas à missão do órgão neste Campus, no âmbito da comunidade USP, no contato com empresas e demais instituições de ensino e pesquisa.

O Polo concentra suas atividades em:

– Processo de proteção de tecnologias desenvolvidas pelos docentes, discentes e funcionários;
– Licenciamento e exploração comercial dos resultados de pesquisa;
– Contribuir para que as inovações proporcionem a melhoria de qualidade de vida da população, almejando o desenvolvimento sócio econômico da cidade, do Estado e do País.

Quando contatado por empresas e demais instituições externas, o Polo apresenta as possíveis formas legais de cooperação, instrui os parceiros sobre a política de propriedade intelectual da universidade e localiza pesquisadores atuantes na área do conhecimento de interesse da empresa.

Atendimento:

8h às 17h30
Edifício Q17 / IQSC – Campus USP São Carlos
tel.: (16)  3373-8052
e-mail: inovacao@sc.usp.br

 

Propriedade Intelectual

Segundo a definição da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), a propriedade intelectual refere-se às criações da mente: invenções, obras literárias e artísticas, símbolos, nomes, imagens, desenhos e modelos utilizados no comércio.

A propriedade intelectual abrange duas grandes áreas: Propriedade Industrial (patentes, marcas, desenho industrial, indicações geográficas e proteção de cultivares) e Direito Autoral (obras literárias e artísticas, programas de computador, domínios na Internet e cultura imaterial).

Pela propriedade intelectual, os criadores ou responsáveis por qualquer produção do intelecto (seja nos domínios industrial, científico, literário e/ou artístico) terão garantido por um determinado período de tempo, a possibilidade de recompensa pela própria criação.

A Agência USP de Inovação realiza atividades de orientação, estímulo, apoio e procedimentos necessários à proteção dos resultados de pesquisa desenvolvidos na Universidade de São Paulo.

»  Continuar lendo sobre propriedade intelectual na USP

 

Empreendedorismo

A Agência USP de Inovação tem no empreendedorismo um dos seus eixos de atuação, o papel de auxiliar a transformação do conhecimento produzido na academia em tecnologias acessíveis à sociedade. Devido à importância da Universidade de São Paulo na geração de conhecimentos enquanto insumos estratégicos para a promoção da inovação, as ações e programas de empreendedorismo tem como foco:

Identificar e estruturar os caminhos da jornada empreendedora no ambiente universitário e capacitar funcionários, docentes e alunos de toda a universidade para inovar;
Criar oportunidades para o surgimento de novos perfis profissionais e novos empreendimentos de impacto que irão efetivamente oferecer soluções às demandas da sociedade;
Fortalecer uma cultura empreendedora dentro e fora da universidade de maneira a impulsionar o desenvolvimento tecnológico e econômico do estado e do país.

»  Continuar lendo sobre empreendedorismo na USP