Um Brinde ao Museu: cidades se unem para celebrar o Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento

Eventos gratuitos acontecerão em oito municípios brasileiros para discutir a relevância dos museus na geração e preservação dos conhecimentos da humanidade

Proposta é que as discussões levantadas a partir do incêndio do Museu Nacional estimulem reflexões em outros espaços museológicos, favorecendo a preservação do patrimônio material e imaterial do Brasil – Foto: Vitor Abdala/Agência Brasil

As chamas que consumiram o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, no dia 2 de setembro, acenderam uma luz de alerta na comunidade que busca divulgar a ciência no Brasil. Foi quando surgiu a ideia de mobilizar uma rede de voluntários para organizar o evento Um Brinde ao Museu. Oito cidades brasileiras se engajaram na iniciativa e realizarão atividades para celebrar o Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento: Araraquara (SP), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Campos dos Goytacazes (RJ), Curitiba (PR), Diamantina (MG), Marabá (PA) e São Carlos (SP).

Cada cidade terá uma programação especial, que envolve desde bate-papos entre pesquisadores e a comunidade da região até visitas guiadas pelos museus, lançamento de livro e feira de ciências. A maioria das atividades acontecerá no sábado, 10 de novembro, ou em datas próximas (dias 7 e 9). A data foi escolhida porque 10 de novembro é o Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em 2001 para sublinhar o papel da ciência na construção de um mundo melhor. Além disso, anualmente, a UNESCO define um tema para a data: Ciência, um direito humano é o mote de 2018, em comemoração ao 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
  Na opinião dos voluntários responsáveis por organizar Um Brinde ao Museu, a data é uma oportunidade para mostrar ao público em geral o quanto o conhecimento científico contribui para o desenvolvimento de uma sociedade, o quanto a ciência está presente na vida diária das pessoas e o quanto é preciso estimular o pensamento crítico sobre o direito humano de participar e se beneficiar da ciência. A iniciativa é inspirada no festival internacional de divulgação científica Pint of Science, um verdadeiro brinde à ciência que acontece em bares, cafés e restaurantes no mês de maio.

“O evento é um brinde aos museus que existem e àqueles que existirão na nossa memória para sempre. Esses locais de preservação do patrimônio material e imaterial de um povo são também espaços informais de educação. São lugares para vivenciar e transformar o saber, interagir com o pensamento e refletir sobre a condição humana neste planeta”, ressalta o paleontólogo Marcelo Adorna Fernandes, professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e um dos participantes da iniciativa.

 
Para Marcelo, os museus são locais que agregam valores à história e à ciência, que transformam o conhecimento em uma viagem no tempo: “É um espaço de conhecimento, lazer e cultura, alimentos essenciais para a alma e fundamentais para a manutenção de uma sociedade sadia” – Foto: arquivo pessoal

Para conferir a programação do evento, basta acessar o site umbrindeaomuseu.wordpress.com, clicar em “Programação” e escolher o município. Vale lembrar que os eventos são gratuitos e abertos a todos os interessados, incluindo as crianças. Ao participar das atividades, o público poderá descobrir que a ciência vive no museu e que cada um de nós pode contribuir para que esses espaços continuem cada vez mais ativos.

Confira a programação no site umbrindeaomuseu.wordpress.com

 

Mais informações:
Um Brinde ao Museu: umbrindeaomuseu.wordpress.com

Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento: en.unesco.org/commemorations/worldscienceday

Por Denise Casatti – Assessoria de Comunicação do ICMC/USP
 

VEJA TAMBÉM ...